Rohden

ESTÁ CONSUMADO!

11 de agosto de 2011

Neste, imperdível, áudio, o professor Huberto Rohden, irá tratar das enigmáticas palavras de Jesus, o Cristo, no Calvário, quando disse: “Está Consumado!”. Para o professor Rohden, em Jesus de Nazaré, a evolução humana alcançou o ponto “ômega” da sua natureza, sua Cristificação. O mistério da evolução humana vitoriosa! Ultrapassou o Ego do Jesus humano e atingiu o Eu, de seu Cristo Divino. Algo que é possível de ser alcançado, por todo aquele que promove um voluntário “Egocídio”. Em práticas diárias de intensa meditação silenciosa. Buscando atingir uma vacuidade física, mental e emocional (silêncio absoluto do Ego), conscientizando apenas o seu Eu Divino. Diariamente, realizando este “sacrifício” (fazer coisa Sagrada). Ultrapassando a “crença”, para chegar a “experiência” de Deus. Acreditava Rohden, que somente quando ocorre um completo Ego esvaziamento é possível acontecer uma Cosmo plenitude! Com muita convicção afirmava: “Quem não tem a coragem de morrer voluntariamente, antes de ser morto compulsoriamente, não pode viver gloriosamente. Aqui e agora e para todo o sempre!”. Assim como também afirmou Paulo de Tarso: “Eu morro todos os dias, e é por isto que eu vivo. Pois já não sou eu que vivo, é o Cristo, que vive em mim”. Portanto, para atingir a gloriosa “verdade” libertadora do EU, é necessário, primeiro, renunciar às “ilusões” do EGO, que nos maltrata e escraviza, mas que “idolatramos”! E o mais incrível é que, em teoria, sabemos disto tudo, porém, não conseguimos da teoria chegar à prática. Passar da consciência para a vivência. Segundo Rohden, isto ocorre porque queremos dar o segundo passo, antes do primeiro. E ninguém deixa algo, se não for pela certeza de coisa melhor. Ou seja, só haverá abandono às coisas do Ego, quando houver plena consciência do EU. Assim como, se desejarmos atingir a auto-realização é necessário, primeiro, ter autoconhecimento. E este, só ocorre quando há um verdadeiro Ego esvaziamento. Do contrário, não há possibilidade de Cosmo plenificação. Costumava afirmar o professor Rohden: “Quando o Ego fala, Deus (Eu) se cala”. “O Ego é o maior inimigo do Eu, mas o Eu é o maior amigo do Ego”. Tanto isto é verdade, que Jesus, o Cristo, dizia não ser possível servir a dois senhores (Ego e EU), por isto, determinava a seu Ego ir à “retaguarda”, no comando, ia seu Eu Crístico, que obedecia às vontades do Pai! Para finalizar, acreditava o professor Rohden, que sem a necessária “renúncia” às coisas do Ego, aos queridos e idolatrados “teres” (físicos, mentais e emocionais), não há nenhuma possibilidade para esta “vivência” gloriosa de verdadeiros filhos de Deus. Contudo, afirma que ela é possível de ser alcançada, através da prática diária e permanente de meditação silenciosa. O maior dos Mestres, Jesus, o Cristo, afirmava: “Quem não renunciar a tudo que “tem”, não pode “ser” meu discípulo”. É necessário portanto, morrer para todos os “teres”, para aí então, ressuscitar para o verdadeiro “ser”! E quem sabe, um dia, poder também afirmar: “Está consumado!”, “Pai, em tuas mãos, entrego meu espírito!”

Help City, 29 de Maio de 2011
Claudio Campos

Sem comentários ainda.

Deixe um comentário

Você deve estar logado para fazer um comentário.